Quem fica na porta atrasa a vida dos outros.

Se não vai desembarcar na próxima estação, fique longe da porta.

sábado, 14 de novembro de 2009

Equipe de Especialistas Federais da UCE prende loira do banheiro

DIÁRIO DO GRANDE ABC-DÁRIO - AGÊNCIA REUTERS DE NOTÍCIAS ESDRÚXULAS ORGULHOSAMENTE INFORMAM AO QUERIDO PÚBLICO CONSUMIDOR QUE O ESPECTRO DA LOIRA DO BANHEIRO, APÓS MAIS DE 2 SÉCULOS DE INVESTIGAÇÃO, AFINAL FOI DETIDO, APEDREJADO E MOSTRADO NA TELEVISÃO.

Globo Rural tem interesse em loira do banheiro, diz jornal

Do UCE OnLine e correspondentes no Além

A Globo Rural, revista especializada em fotografar fenômenos paranormais, celebridades instantâneas e lendas urbanas, teria convidado a professora de turismo sexual da UCE ( Universidade de Ciências Esdrúxulas) Geisy Arruda Patuá Mangalô 3 vezes, 2009 anos, para ser capa da revista, segundo a coluna Conversas do Além, de Zíbia Gasparetto, no Diário do Grande ABC-DÁRIO.

"Para sair na Globo Rural, a lenda urbana precisa ser assustadora e ter notoriedade", teria afirmado o diretor de redação Edson Aranha Ichada. A assessoria da publicação, no entanto, não confirma a informação.

A revista Caminhos da Roça também estaria de olho na professora que ganhou a atenção da mídia após ser hostilizada por professores da UCE - Universidade de Ciências Esdrúxulas, onde todo mundo é professor, pelo simples fato de usar algodão na boca em banheiro químico normalmente utilizado pelos traficantes culturais para dissolver os corpos de seus amigos, amantes, pós graduandos, jornalistas, detratores, credores, filósofos e desafetos em geral.

domingo, 8 de novembro de 2009

Amor pra Recomeçar

Eu te desejo não parar tão cedo pois toda idade tem prazer e medo e com os que erram feio e bastante que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste que seja por um dia e não o ano inteiro e que você descubra que rir é bom mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar e quando estiver bem cansado ainda exista amor pra recomeçar

Eu te desejo muitos amigos mas que em um você possa confiar e que tenha até inimigos pra você não deixar de duvidar

Desejo que você ganhe dinheiro pois é preciso viver também e que você diga a ele pelo menos uma vez quem é mesmo o dono de quem

Desejo que você tenha a quem amar…

Mulheres pra comer com os olhos

Na Exposição de Bebidas, Mulheres e Petisquinhos nem tudo é de verdade. A cerveja é krill, o amendoim é colorido artificialmente, o chopp é contini, o uísque é dubar, o vinho é chapinha, o energético é super thor, o sorvete é de pinga, a mulherada é só pra olhar e eu, um convidado pobre e bem trapalhão. Mas no mundo encantado da publicidade a verdade nem sempre é o que parece ser. E quem se importa com a verdade quando pode beber e comer de graça? O custo é meramente moral e para não entrar em detalhes constrangedores, apenas digo que cada um se diverte como pode. E, no fim das contas, até que eu me diverti, e a noite terminou bem. Não fui atropelado por um caminhão nem dormi na delegacia. Quanto às meninas da foto, prometeram-me enviar um postal. Simples Assim.

Celebridade Instantânea

Adicione leite.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

AMOR DO TIPO SIMPLES ASSIM

Paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Aniversário

No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos, Eu era feliz e ninguém estava morto. Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos, E a alegria de todos, e a minha, estava certa como uma religião qualquer. No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos, Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma, De ser inteligente para entre a família, E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim. Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças. Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida. Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo, O que fui de coração e parentesco. O que fui de serões de meia-província, O que fui de amarem-me e eu ser menino, O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui... A que distância!... (Nem o acho...) O tempo em que festejavam o dia dos meus anos! O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa, Pondo grelado nas paredes... O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas), O que eu sou hoje é terem vendido a casa, É terem morrido todos, É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio... No tempo em que festejavam o dia dos meus anos... Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo! Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez, Por uma viagem metafísica e carnal, Com uma dualidade de eu para mim... Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes! Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui... A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos, O aparador com muitas coisas — doces, frutas o resto na sombra debaixo do alçado —, As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa, No tempo em que festejavam o dia dos meus anos... Pára, meu coração! Não penses! Deixa o pensar na cabeça! Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus! Hoje já não faço anos. Duro. Somam-se-me dias. Serei velho quando o for. Mais nada. Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!... O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...

26/10/1929

sábado, 24 de outubro de 2009

Esporte mata!

Será que esporte mata?

Se não se pode adquirir o livro nas livrarias convencionais, na internet é fácil encontrar artigos do doutor Róiz sobre a sua polêmica tese. Neles, o médico deixa clara sua oposição ao senso comum de que esporte é vida e saúde.

Segundo ele, a humanidade se divide em dois tipos de pessoas: os longevos e os não-longevos. Infelizmente, os últimos compõem a maioria e, na opinião do doutor, só deveriam fazer longas caminhadas. Ele explica: "(...)quando o indivíduo não é longevo, isto é, quando em seu organismo predomina o hormônio da supra-renal denominado glicocorticóide, cuja atividade é impedir a ação da insulina, que procura "limpar" o sangue, enviando para os tecidos o excesso de muitas substâncias, como a glicose, o ácido úrico, o colesterol, o LDL (colesterol "ruim") etc., todas essas substâncias tendem a aumentar no sangue. O aumento de LDL determina o aparecimento de placas de ateroma nas artérias e o espessamento delas, diminuindo o calibre desses vasos e, conseqüentemente, a nutrição do próprio coração, que finalmente se obstrui e constitui o infarto.

Havendo na maioria das pessoas a predominância do glicocorticóide, é natural a freqüência do aparecimento do infarto. A prática de exercícios aeróbicos, como a corrida, a natação etc., irá antecipar muito esse desfecho, daí a razão de ser permitido dizer que esporte mata." Esporte não mataria apenas essa minoria de sorte, os longevos, que só não morre depois dos oitenta se abusar da comida.

Quem vende a verdade, e em quem esquina?

Um conhecido meu acabou de me ligar dizendo que está na zona com duas putas boazudas. Uma, é a namorada dele. A outra é uma amiga colorida. Que sortudo esse conhecido meu. Está no meio da felicidade e sabe disso.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Eu, o vento

Eu, o vento, que sou calmo e violento, sou vendaval e brisa que a mercê da vida, às vezes sou conforto, às vezes incômodo. Às vezes paz, às vezes caos. Eu, o vento, que sou incolor e frio, sou calor e sangue, que a mercê da vida, às vezes sou dor, às vezes rotina. As vezes sou morte, às vezes vida. Eu, o vento, que sou órfão e só, sou carinho e carente, que a mercê da vida, às vezes sou colheita, às vezes plantio. Às vezes sou notado, às vezes esquecido. Eu, o vento, que sou força e anemia, sou opressor e vítima, que a mercê da vida, às vezes sou vento, simplesmente.(Mário Nhardes)

EMBRIAGUEM-SE

É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso. Com quê? Com vinho, poesia ou virtude, a escolher. Mas embriaguem-se. E se, porventura, nos degraus de um palácio, sobre a relva verde de um fosso, na solidão morna do quarto, a embriaguez diminuir ou desaparecer quando você acordar, pergunte ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que flui, a tudo que geme, a tudo que gira, a tudo que canta, a tudo que fala, pergunte que horas são; e o vento, a vaga, a estrela, o pássaro, o relógio responderão: "É hora de embriagar-se! Para não serem os escravos martirizados do Tempo, embriaguem-se; embriaguem-se sem descanso". Com vinho, poesia ou virtude, a escolher.(Baudelaire)

Até que a ganância os separe

Faltou confiança, sobrou ciúme. Faltou afeto, sobrou intriga. Faltou respeito, sobrou porrada. Faltou dinheiro, vai cada um pro seu lado. O gato e o rato fizeram um trato. Viu só? A vida é assim.

Tudo é vaidade, e vento que passa...

Capítulo 1 - 1 Palavras do Eclesiastes, filho de Davi, rei de Jerusalém. 2 Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes, vaidade das vaidades! Tudo é vaidade. 3 Que proveito tira o homem de todo o trabalho com que se afadiga debaixo do sol? 4 Uma geração passa, outra vem; mas a terra sempre subsiste. 5 O sol se levanta, o sol se põe; apressa-se a voltar a seu lugar; em seguida, se levanta de novo. 6 O vento vai em direção ao sul, vai em direção ao norte, volteia e gira nos mesmos circuitos. 7 Todos os rios se dirigem para o mar, e o mar não transborda. Em direção ao mar, para onde correm os rios, eles continuam a correr. 8 Todas as coisas se afadigam, mais do que se pode dizer. A vista não se farta de ver, o ouvido nunca se sacia de ouvir. 9 O que foi é o que será: o que acontece é o que há de acontecer. Não há nada de novo debaixo do sol. 10 Se é encontrada alguma coisa da qual se diz: Veja, isto é novo, ela já existia nos tempos passados. 11 Não há memória do que é antigo, e nossos descendentes não deixarão memória junto daqueles que virão depois deles. 12 Eu, o Eclesiastes, fui rei de Israel em Jerusalém. 13 Apliquei meu espírito a um estudo atencioso e à sábia observação de tudo que se passa debaixo dos céus: Deus impôs aos homens esta ocupação ingrata. 14 Vi tudo o que se faz debaixo do sol, e eis: tudo vaidade, e vento que passa. 15 O que está curvado não se pode endireitar, e o que falta não se pode calcular. 16 Eu disse comigo mesmo: Eis que amontoei e acumulei mais sabedoria que todos os que me precederam em Jerusalém. Porque meu espírito estudou muito a sabedoria e a ciência, 17 e apliquei o meu espírito ao discernimento da sabedoria, da loucura e da tolice. Mas cheguei à conclusão de que isso é também vento que passa. 18 Porque no acúmulo de sabedoria, acumula-se tristeza, e quanto mais aumenta a ciência, mais aumenta a dor.

De volta pra casa

São Paulo, de pau e pedra. Concreto abstrato. Paulicéia antropófaga. Terra da garoa ácida.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Crescer Dói

Crescer é dolorido, mas inevitável. Alguns crescem de uma vez só e outros crescem aos poucos. Quem evita crescer aos poucos, naturalmente, no decorrer da vida, por medo da dor de crescer, mal imagina o tamanho do tormento que lhe reserva o futuro. Meu finado avô costumava dizer que os pecados de domingo quem paga é segunda-feira. Ter medo das dificuldades imobiliza e não resolve os problemas. Depois que o cidadão perde o trem da felicidade, não adianta se arrepender, porque ninguém se arrepende do que faz, mas sim do que não faz. A conclusão é que, no final das contas, terá o resto da sua medíocre existência desperdiçada pra refletir sobre isso, o que não é tão ruim assim.

Mulheres de Valor

São poucas as mulheres que se valorizam da maneira sublime do termo. O monopólio da mídia induz aquelas supostamente bonitas a comportarem-se como caros objetos destinados ao prazer dos homens que podem pagar, restando às feias estudar, trabalhar e casar-se com pobre ou, se nada mais der certo, partir para o lesbianismo. Do ponto de vista da prostituição dos costumes, portanto, as mulheres bonitas seriam dotadas de "privilégios naturais" em relação às menos favorecidas pela beleza, assim considerada pelos especialistas. Contudo, pensando a longo prazo, mais vale estudar e trabalhar, mesmo sendo solteira ou casada com um pobre. Ponto para as mulheres que usam os neurônios para algo mais do que apenas respirar. Simples Assim.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Sutilezas do fascismo.

A lei "anti-fumo" do Serra, por exemplo, é defendida por qualquer não fumante como se fosse uma grave preocupação demonstrada pelo nosso querido (des)governador com a saúde pública e pelo menos alguma coisa boa ele fez, do mesmo modo que Hitler mandou inventar o fusca preocupado com o status e conforto do alemão pobre comum. O fato da referida lei ser inconstitucional e autoritária não tem a menor importância, já que a liberdade de um começa onde a do outro termina. O problema é que há liberdades que nunca começam e outras que nunca terminam. Se defendo a liberação das drogas é porque sou drogado. Se me posiciono contrariamente à lei anti-fumo sou um fumante inveterado. Se digo que os automóveis particulares atrapalham o trânsito é porque sou um invejoso sem grana pra comprar um carro. Se digo que dinheiro não traz felicidade, me mandam doar o que tenho e ser feliz. Ou seja, não há diálogo possível com certa categoria de gente. Então, foda-se.

terça-feira, 28 de julho de 2009

O futebol é igual à vida

No jogo da vida, tal como no futebol, há altos e baixos. Um dia somos gênios das finanças, no outro somos catadores de recicláveis. Por isso hoje mais do que nunca se faz necessário levar a vida na base do L.H.P. LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO Se um jogador de futebol sensato pudesse escolher, jamais deixaria o Corinthians pra jogar no Turcomenistão nem por todos os euros australianos do mundo! E tenho dito.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Gente burra não morre

Uma conhecida minha, ávida freqüentadora de velórios, costumava questionar o porquê das pessoas que morrem serem sempre consideradas inteligentes. De fato, invariavelmente ouvimos o seguinte comentário à beira do caixão: - Fulano(a) era tão inteligente...snif...snif...

quinta-feira, 11 de junho de 2009

É preciso prestar atenção!

Segundo os especialistas, a natureza nos presenteou com todos os sentidos para que possamos caminhar pelo mundo sem tropeçar. Alguns não tem visão mas desenvolvem os outros sentidos de tal maneira que praticamente enxergam melhor até do que aqueles que possuem os dois olhos em pleno funcionamento. E assim também é com todos os outros animais, vegetais, minerais e coisas assim. Entretanto, alguns especialistas do mal descobriram que tudo é uma questão de prestar atenção. Descobriram os malvados que o ser humano não é capaz de prestar atenção a mais de uma ou duas coisas de cada vez. Como o ser humano só tinha olhos para o amor, os especialistas do mal encontraram um jeito de desviar sua atenção para que eventualmente pudesse se interessar e comprar as inúteis traquitanas tecnológicas que fabricam. E assim começou a prevalecer a maldade e o marketing no mundo. Continua na próxima edição...

quinta-feira, 4 de junho de 2009

A falta de pensar

A falta de pensar causa enormes prejuízos tanto ao indivíduo quanto à sociedade. É por falta de pensar que certos elementos que se declaram jornalistas, abdicam do ofício para apresentar programas de auditório à moda Sílvio Santos, o mais antigo vigarista em atividade no mercado do crime organizado nacional. É por falta de pensar que determinados jornalistas especializados vendem produtos que chamam de jornalismo para um público ávido por bugigangas que lhe dê um pouco de distração nessa vida infortunada. É por falta de pensar, enfim, que vemos tanta gente topar tudo por dinheiro, que afinal é apenas papel pintado e nada vale senão o que pode comprar. Acho que é por isso que o já mencionado Sílvio costuma dizer que barras de ouro valem mais do que dinheiro. É por falta de pensar que estamos sujeitos à opressão dos medíocres.

sábado, 30 de maio de 2009

O Chefe da Expedição

Um finado amigo meu se considerava o "Chefe da Expedição" porque conhecia todos os caminhos que davam em todos os lugares. Numa noite tempestuosa, entretanto, perdeu-se na floresta de Carapicuíba com seu grupo. Como não admitia a derrota, bradou aos companheiros de infortúnio: - Vamos por aqui!!! Ninguém foi com ele que morreu sozinho de medo, frio, tédio e fome. Segundo diz a lenda até hoje ele pode ser visto em noites de lua cheia bradando aos setes ventos na floresta de Carapicuíba: - Vamos por aqui!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Privataria

Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar. É da empresa privada o seu passo em frente, seu pão e seu salário. E agora não contentes querem privatizar o conhecimento, a sabedoria, o pensamento, que só à humanidade pertence. (Bertolt Brecht)

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Eu decido

Eu decido se vou comer frango ou peixe. Eu decido se vou fumar philip morris ou souza cruz. Eu decido se vou tomar brahma ou antárctica.Eu decido se vou ao cinema ou ao teatro. Eu decido se vou ler gibi ou jornal. Eu decido se vou te amar ou se vou amar a tua irmã. Eu decido se saio à chuva sem galochas. Eu decido a marca de bolacha que vou comer. Eu decido se uso amarelo ou vermelho. Eu decido se quero morar na sensala ou na casagrande. Eu decido se quero ir pro céu ou pro inferno.Eu decido se quero morrer de tédio ou de câncer no pulmão.Eu decido se quero isto ou aquilo. Eu decido se não quero nem isto nem aquilo. Eu decido se fico na porta ou desembarco na próxima estação.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Obras a 500 metros

Estamos trabalhando por você na manutenção de nossos servidores para melhor serví-los.

Desculpe-nos o transtorno.

Eu não tenho onde morar, é por isso que eu moro na areia

Eu nasci pequenininho

Como todo mundo nasceu
         
Todo mundo mora direito

Quem mora torto sou eu

Humilhação

Conceito: É um sentimento de ser ofendido/a, menosprezado/a, rebaixado/a, inferiorizado/a, submetido/a, vexado/a, constrangido/a e ultrajado/a pelo/a outro/a. É sentir-se um ninguém, sem valor, inútil. Magoado/a, revoltado/a, perturbado/a, mortificado/a, traído/a, envergonhado/a, indignado/a e com raiva. A humilhação causa dor, tristeza e sofrimento.

sábado, 9 de maio de 2009

Quem quer dinheiro?

Má notícia para quem passou a vida inteira topando tudo por dinheiro. Segundo os especialistas, o Sistema Financeiro Mundial está próximo da ruptura, o que significa dizer que vão mexer na sua poupança. Mas não faz mal. Poupança é pra ser mexida mesmo.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Notícias do Chups

Para quem não conhece nenhum dos dois, o Chups era o noivo da Gi Caipira nos anos oitenta. Inclusive tiveram uma filha, a Gi Bóia. Porém, numa bela manhã de sol, não me lembro se era verão, enquanto brincava com os priminhos na privada, a Gi Bóia foi tragada por um redemoinho que a levou direto para o Rio Tietê e, desde então, tornou-se marinheira. Nunca mais tive notícias dela. Nem perguntei. Mas, por falar em notícias, chegou uma foto do Chups que a Gi Caipira me enviou por e-mail. Ela me conta que o encontrou muito contente com o novo trabalho. Passou no concurso pra funcionário público metroviário. Acho que agora ele vai ter dinheiro pra pagar as próprias pingas, né Gi?

quinta-feira, 7 de maio de 2009

A Verdade é Eterna e a mentira tem perninhas curtas

Existe muita gente neste enorme Brasil que se julga esperta por possuír dinheiro que tomou de outrém. Com esse dinheiro roubado de quem trabalha constrói sua mansão, compra objetos e até pessoas cuja mesquinhez não lhes permite atribuir um preço justo à própria força de trabalho. Com esse dinheiro roubado de quem trabalha, edifica seu castelo de cartas, sem pensar no dia de amanhã. No dia de amanhã, supõe o esperto, serei o dono do mundo! Mas o mundo não precisa de donos. A Mãe Terra é sábia porque no momento certo irá se livrar dos malditos parasitas. É ou não é? Justiça seja feita!

PS: Vão carpir café, bando de filhos da puta! (com todo o respeito à santa mãezinha de certas pessoas)

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Aluga-se



Muito provavelmente o Ministro Gilmar, que recentemente decidiu fechar o Congresso Nacional por "mau funcionamento", segundo suas próprias palavras, não seria aprovado nem mesmo no exame da OAB, caso fosse obrigado a fazê-lo.

E aqui está o grande problema das terceirizações neoliberais.

1) Ninguém pode procurar a Justiça se não for por intermédio de um advogado, assim como não pode adquirir uma casa a não ser por meio de um corretor imobiliário.

2) Se a Justiça funcionasse corretamente, não haveria necessidade de tantos advogados atravessadores.

3) Mas acontece que não interessa aos operadores da justiça privada que a justiça pública funcione corretamente, assim como não interessa aos operadores de planos de saúde privados que a saúde pública seja eficiente.

4) Como se vê, a justiça privada é capaz de conceder 2 habeas corpus em 48 horas para um único bandido endinheirado, enquanto a justiça pública leva anos para julgar alguém acusado de roubar um queijo gorgonzola no Pão de Açúcar.

Seguindo esse raciocínio, está mais do que claro que a solução para todos os males é terceirizar o Brasil, como já previa Raul Seixas em 1980.

O problema é que esse sistema é muito bom pra quem tem dinheiro, mas nem todos nós temos o “brilhantismo” (segundo FHC) do Daniel Dantas e facilidade para ganhar altas somas em poucos meses.

Alguém me explique como se faz essa mágica que eu também quero a minha parte.

E não vou pagar nada!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Somos impossibilidades estatísticas

Suponha, amiga navegante, amigo viajante, que o seu tataravô ainda criança tenha contraído uma gripe suína e quase morreu. A sua tataravó nem o conhecia e talvez nem viesse a conhecê-lo vivo. Mas ele resistiu e resistiram também todos os seus descendentes ao longo de 30 gerações. Dentre os quaquilhões de espermatozóides que foram desperdiçados nesse tempo todo, digamos por volta de 1000 anos, quem prevaleceu? Você, minha amiga navegante, meu amigo viajante. Isto não é mesmo relevante? Você prevaleceu e é um improvável milagre da natureza! Desejo que tenha um dia feliz.

Sozinho no mar infinito

Num barco furado repleto de covardes, o menos covarde é herói. Não deixa de ser covarde por isso, mas, ao menos sobreviveu ou morreu tentando sobreviver. Ainda que tenha ficado sozinho no fim da novela. Ainda que ninguém tenha tido coragem para sobreviver com ele. Ou morrer com ele. Mas navegar é preciso, o espetáculo não pode parar e quem fica na porta atrasa a vida dos outros.

O que é o tempo?

E por falar em sábio chinês, eu li em algum lugar - ou será que vi na Rede Globo? -, que a Muralha da China levou mais de mil anos pra ser construída. Imagine só. O Brasil foi invadido há quinhentos e poucos anos por um bando de corsários ignorantes recém saídos da floresta e a muralha da China levou mais do que o dobro desse tempo apenas para ser construída! Pena que o pessoal da Camargo Corrêa ainda não tem sequer tecnologia pra isso... Bem que gostariam de ter participado da obra. É ou não é?

O sonho do sábio chinês

Será que ele é um sábio chinês sonhando que é uma borboleta ou é uma borboleta sonhando que é um sábio chinês?

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Corinthians Campeão Invicto!!!

Não basta ser campeão, tem que ser invicto. Não basta ser invicto, tem que ser fenomenal. Vamo lá, Timão. Rumo a Tóquio!!! hehehehehehe

É proibido

. fumar no interior dos trens, plataformas e estações; · pedir esmolas; · comercializar e/ou distribuir mercadorias ou impressos; · a presença de crianças desacompanhadas de pessoas responsáveis pela sua segurança, com idade inferior a 6 anos; · aliciar usuários para oferecer serviços; · transportar volumes com dimensões superiores a 150 x 60 x 30 centímetros ou que causem risco ou transtorno aos demais usuários; · transportar materiais inflamáveis, explosivos (botijões de gás), radioativos, corrosivos, tóxicos, que exalem mau odor ou bio-contagiosos; · acionar, desnecessariamente, alarmes, dispositivos de segurança e equipamentos; · danificar, sujar, escrever, pichar e desenhar nas paredes e equipamentos; · transportar animais, exceto cão-guia devidamente autorizado para acompanhar usuário portador de deficiência visual; · andar de bicicleta, "skate", patins ou similares; · viajar em lugar não destinado aos usuários; · afixar cartazes, exceto com autorização prévia; · portar armas, sem a devida autorização legal; · viajar sem dispor de recursos para pagar o bilhete (art. 176 do Código Penal); · a presença de pessoas embriagadas ou intoxicadas por álcool ou outras substâncias tóxicas; · fazer pregação religiosa ou política, apregoar ou cantar; · ligar rádios ou outros aparelhos sonoros ou tocar instrumentos musicais que causem incômodo ou desconforto aos demais usuários; · utilizar equipamentos para fotografias ou filmagens de cunho comercial ou jornalístico, exceto com autorização prévia. · Impedir o fechamento das portas do trem, retardando a partida.

Obama, a guerra sem saída

A crise atual do capitalismo se mostra como a maior na existência deste sistema opressor. Desta vez a “Meca” do sistema, foi duramente atingida, a burguesia assiste suas enganações caírem por terra, já não há mais o fantasma da ameaça soviética para alimentar os devaneios burgueses. Os bancos quebram, o sistema produtivo quebra, a agricultura entra em colapso motivado pela ausência de compradores gerada pelo elevado desemprego. O governo anterior comandado pelo megalomaníaco George Bush deixou ao seu sucessor uma herança maldita e incentivada pelo poderoso complexo industrial-militar, os conflitos insolúveis do Afeganistão e do Iraque. Por outro lado, a inexperiência de Obama coloca instável a situação na península da Coréia, com ameaças infundadas ao estado norte-coreano, que retoma seu caminho para a paz, com a volta da produção de artefatos nucleares. Esta criado o cenário de uma guerra sem saída, o capitalismo não tem como sair da crise, seguem as mentiras ou exageros de epidemias, com ameaças de pandemia, algo muito grave para justificar a proibição de aglomerações humanas. Com isto, acham que freiam a revolução socialista mundial, pois estando proibidas aglomerações, não pode o povo protestar, reagir diante da miséria que se apresenta, e a as autoridades burguesas podem reprimir isto sem que aleguem motivos políticos. O rosto de Obama, hoje, é observado com muita atenção, vejam as transformações que se seguirão no correr de seu mandato, talvez sua carreira política, transforme-se em um monstruoso acidente político, pois jogou em suas mãos um problema insolúvel, as ordens que vem dos bastidores são de burgueses desesperados e temeroso de uma eclosão revolucionaria socialista no mundo, que terminaria por isolar de vez a ditadura burguesa yankee. Numa perspectiva exclusivamente política, duas conseqüências importantes virão da presente mais do que grave crise do capitalismo global que começou nos EUA. Em primeiro lugar, não serão mais aceitos, daqui em diante, governos conservadores na Europa como o do Presidente da França Sarkozy que serão substituídos por governos mais à esquerda na medida em que cada país fizer suas eleições. Eu segundo lugar, irá haver um avanço expressivo das idéias socialistas em toda Europa, facilitando em muito o começo da expansão do socialismo pelo mundo. O espectro que rondava a Europa na época de Marx e Engels está de volta e com muito mais força. (yrina svetlana A Voz da Rússia)

sexta-feira, 1 de maio de 2009

O que realmente importa?

O importante é não atrapalhar o trânsito. Isto é tudo o que realmente importa.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Uma palavrinha de nossos patrocinadores

Viva e deixe morrer(em)... os jornais (Julio Daio Borges - Digestivo nº 411) >>> “Se a General Motors quebrar, ainda vão existir carros; e, se o New York Times falir, ainda vai haver notícias”. Com essa máxima, Michael Kinsley, colunista semanal do Washington Post, encerra mais um capítulo sobre o epitáfio dos jornais. Comentário: Por que a indústria automobilística iria patrocinar um jornal que critica seus métodos de trabalho? Não faria sentido para o industrial cujo objetivo é divulgar seu produto de maneira positiva para que possa vendê-lo pelo menor custo e maior preço possíveis. O proprietário do jornal, por sua vez, precisa ganhar dinheiro para pagar seus funcionários e se o profissional é do porte de um Paulo Henrique Amorim, por exemplo, o custo obviamente é alto, mas empresta credibilidade ao veículo de comunicação. E esta é a cadeia produtiva onde o crime organizado encontra um magnífico terreno para prosperar e comprar o planeta inteiro, como se isso fosse possível. O crime organizado é o melhor patrocinador que se pode desejar. Como não há regras, não há limites; como não há limites, os sociopatas neoliberais se divertem brincando de "operadores" da economia mundial. O resultado aí está! Bandidos condenados compraram o Brasil e pagaram com o nosso próprio dinheiro. Devem achar que somos uma nação de selvagens ignorantes e idiotas. E talvez sejamos mesmo. Ou não.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Vende-se um blog

http://oquenaofoidito.blogspot.com/

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Blog do Protógenes

Ao povo brasileiro e aos internautas, a notícia que vos apresento me vem a memória ” O Tocador de Atabaque ” : “… Bato no atabaque até estourar os tímpanos fracos e chamo num grito de gozo as almas bravias, para dançarmos juntos, mordidos pela mentira do mundo, com os nervos envenenados e a jugular aos pinotes.” ( O tocador de atabaque - Autor, Eduardo Alves da Costa - No Caminho com Maiakóvski, poesia reunida. São Paulo- Geração Editorial, 2003 ) http://blogdoprotogenes.com.br

sexta-feira, 17 de abril de 2009

À sombra da castanheira

Nessa varanda velha Ouço a voz das abelhas E o som das coisas naturais Bichos tão pequeninos Produzem maior barulho que uma cidade inteira... Onde maior riqueza, Onde melhor presente, Do que essas coisas naturais? Eu fico aqui tranqüilo, Eu fico aqui contente, À sombra da castanheira...

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Tudo está acontecendo agora

Neste exato instante tudo está acontecendo. E tudo acontece porque tem que acontecer.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Onde fica o FIM DO MUNDO?

Meu finado avô costumava dizer que o Japão é o lugar que fica mais longe de todos os outros lugares.

terça-feira, 31 de março de 2009

This is the end.

My only friend, the end.